© 2020 por UP - Centro Infantil de Terapias & Educação

Contacte-nos: 218 061 816 - 937 841 494   |   geral@centroup.pt   |   Rua Garcia de Orta, nº9A, 2800-096 Almada

Centro registado na Entidade Reguladora de Saúde sob o número E142206.

  • Facebook
  • Instagram

MITOS NA ALIMENTAÇÃO INFANTIL

A obesidade infantil tornou-se numa epidemia mundial e é urgente combatê-la. Atualmente, encontramos muitas opções nos supermercados ditas "saudáveis", mas que na realidade podem estar a contribuir para o aumento de peso do seu filho.

No Serviço de Nutrição do Centro UP, a nutricionista, Dra. Dulce Ramos, ajuda-o a desmistificar crenças e ideias erradas sobre alimentação infantil. Porque uma dieta saudável também se alimenta de boa informação!

TODOS OS CEREAIS SÃO UMA BOA OPÇÃO PARA O PEQUENO-ALMOÇO.

MITO: Muitos dos cereais à venda no mercado são ricos em açúcar, gordura e aditivos alimentares (conservantes, aromatizantes, adoçantes...). Consulte sempre o rótulo e opte pelos cereais cuja lista de ingredientes é mais pequena e com menor teor de açúcar, gordura e sal! Além disso, não deve exceder a porção recomendada, que corresponde a 30g, o equivalente a 4 colheres de sopa rasas!

 

AS CRIANÇAS PODEM BEBER LEITE MAGRO.

MITO: Recomenda-se que, sensivelmente até aos 3 anos de idade, as crianças consumam leite gordo e após essa idade leite meio-gordo. O leite magro na infância deve ser apenas usado em dietas prescritas pelo médico ou nutricionista, devido ao seu baixo teor de calorias, gordura e vitamina A (protectora da visão, mucosas e pele). Na escolha do tipo de leite opte pelos sem aromas, sem adição de açúcar ou com redução de açúcares adicionados. Evite também adicionar açúcar, mel ou chocolate no leite do seu filho.

A GELATINA É UMA SOBREMESA SAUDÁVEL.

MITO: A maioria da gelatina disponível no mercado tem muitos aditivos alimentares como emulsificantes, espessantes, corantes e gelificantes. Porém, existem alternativas como a gelatina vegetal e biológica (confirme no rótulo se não tem aditivos) ou a gelatina feita em casa com AgarAgar e fruta.

 

OS ALIMENTOS INTEGRAIS SÃO MAIS SAUDÁVEIS.

MITO: Ser integral não é sinónimo de saudável. Apenas significa que o alimento contém farinha integral (não refinada), mas isso não o impede de ter açúcares adicionados, gorduras saturadas e vários aditivos alimentares (E's). Por isso, a leitura dos rótulos no momento da compra é fundamental!

 

TODO O PÃO É SAUDÁVEL.

MITO: O pão mais processado, habitualmente fatiado e embalado, pode conter mais gordura, sal, açúcar e muitos aditivos alimentares logo deve ser evitado. O pão branco, de mistura ou integral apresentam um valor energético semelhante. No entanto, o pão integral, de mistura e de centeio são mais ricos em fibra, vitaminas e minerais que o pão branco por isso, nutricionalmente, são a melhor opção.

 

BEBER UM SUMO DE FRUTA NATURAL OU COMER UMA PEÇA DE FRUTA É IGUALMENTE SAUDÁVEL.

MITO: Um sumo de fruta natural tende a ser altamente calórico pois, contem a quantidade de açúcar e calorias correspondentes às peças de frutas utilizadas para o fazer, mas com menos fibra, vitaminas e minerais devido ao processo de extração do sumo. Em detrimento dos refrigerantes, deve ser dada preferência aos sumos de fruta naturais mas, a substituição de uma peça de fruta por um sumo deve ocorrer apenas pontualmente.

 

A CEIA É FUNDAMENTAL NA ALIMENTAÇÃO DO MEU FILHO.

MITO: Após o nascimento, o seu filho demora alguns meses até adquirir um horário de refeições semelhante ao dos adultos. Enquanto a criança se alimenta exclusivamente de leite, esta come de três em três ou de quatro em quatro horas, não sendo adequado falar de ceia pois não existem horários certos para as refeições. A partir dos seis meses, quando se começa a introduzir a alimentação diversificada, a ceia apenas deve ser dada se o seu filho a pedir e se já se tiverem passado algumas horas do jantar. Contudo, se o seu filho estiver a dormir, não deve ser acordado de propósito para que possa comer alguma coisa.

Contributo de:

Dra. Dulce Ramos, Nutricionista